The map is the territory!

Some comments from Joseph O'Connor on a seminar taught by h. Maturana: "Matu rana is very generous with his time and I had the opportunity to ask several questions related to NLP. I 've armed the saying attributed to Korzybski "the map is not the territory" – an anchor that is useful for the model of NLP, which says that our individual experience of the world is a map modeled by our senses interests, emotional, State target programs, personal history and temporary concerns. It is not what is "outside", so different people can experience the same situation and this will have different meanings t o each of them. NLP works in a world of internal representations, a world locked between a 'reality', on which we can not say anything directly, and the "hard" field scientist of Neurology and biochemistry nor experienced directly but if you feel its effec ts. Maturana… Ver artículo

O mapa é o território!

Alguns comentários do Joseph O'Connor em um seminário ministrado por h. Maturan a: "Maturana é muito generoso com seu tempo e eu tive a oportunidade de fazer várias perguntas relacionadas co m PNL. Eu ter armado o ditado atribuído a Korzybski "o mapa não é território" – uma âncora que é útil para o modelo da PNL, que diz que a nossa experiência individual do mundo é um mapa modelado por interesses nossos sentidos, emocionais, programas de alvo do estado, história pessoal e pre ocupações temporárias. Não é o que "lá fora", para que pessoas diferentes podem experimentar a mesma situação e isso terá significados diferentes para cada um deles. PNL funciona em um mundo de representações internas, um mundo fechado entre uma 'realidade', em que não podemos dizer nada diretamente, e o cientista de campo "duro" de Neurologia e bioquímica, nem experimentado diretamente, mas se você sentir seus efeit… Ver artículo

¡El mapa es el territorio!

Algunos comentarios de Joseph O’Connor sobre un seminario impartido por H.Maturana: “Maturana es muy generoso con su tiempo y tuve la oportunidad de hacerle varias preguntas relacionadas con la PNL. He armado el dicho atribuido a Korzybski “el mapa no es el territorio” – un ancla útil para el modelo de la PNL, que dice que nuestra experiencia individual del mundo es un mapa modelado por nuestros sentidos intereses, estado emocional, meta programas, historia personal y preocupaciones temporarias. No es lo que es “afuera”, por lo tanto distintas personas pueden experimentar la misma situación y ésta tendrá distintos significados para cada una de ellas. La PNL trabaja en un mundo de representaciones internas, un mundo encerrado entre una “realidad”, sobre la que no podemos decir nada directamente, y el “duro” campo científico de la neurología y bioquímica que tampoco experimentamos directamente pero que si sentimos sus efectos. La respuesta de… Ver artículo

The row and favors

An interesting research, developed by Eleen Langer, discovered that people are more oriented to perform their tasks or doing favors when "orders" are followed by the word "b ecause." The study was conducted using a group of people who were in a row to make photocopies in a library and she requested "Skip" row and to allow you to make copies before everyone had been waiting for for some time. The study found that 94% of people agreed with the simple reason "for that I am very accurate". Only 60% agreed without any reason. The amazing thing: 93% of people also agreed to allow to take their photocopies only with the phrase "because I need to make a few photocopies". .. Some immediate ideas that occur to me about this investigacion: 1. This research has as context used and, Furthermore, is made within a library… 2. It seems that you… Ver artículo

A linha e favores

Uma interessante pesquisa, desenvolvida por Eleen Langer, descobriu que as pessoas são mais orientadas para executar suas tarefas ou fazendo favores quando "ordens" são seguidas da p alavra "porque". O estudo foi realizado com um grupo de pessoas que estavam em uma fila para fazer fotocópias em uma biblioteca e pediu a linha "Skip" e permitir que você faça cópias antes todos estavam esperando por algum tempo. O estudo cons tatou que 94% das pessoas concordaram com a simples razão "por isso estou muito preciso". Apenas 60% concordaram sem qualquer razão. O mais espantoso: 93% das pessoas também concordou em permitir tomar as fotocópias somente com a frase "Porque eu preciso fazer algumas fotocópias"… Al gumas ideias de imediatas que ocorrem comigo sobre este investigacion :1. Esta pesquisa tem como contexto utilizados e, além disso, é feito dentro de uma biblioteca… 2. Parece que vocês, neste contexto, não deram tanta… Ver artículo

La fila y los favores

Una interesante investigación, desarrollada por Eleen Langer, descubrió que las personas están más orientadas a realizar sus tareas y/o hacer favores cuando “los pedidos” son seguidos de la palabra “porque.” El estudio se realizó empleando a un grupo de personas que estaban en una fila para sacar fotocopias en una biblioteca y ella solicitaba “saltarse” la fila y que le permitieran hacer las copias antes de todas las personas que habían estado esperando durante un cierto tiempo. El estudio encontró que 94% de las personas accedió con la simple razón “por que estoy muy apurada”. Solamente 60% accedió sin ninguna razón. Lo increíble: 93% de las personas accedió también a permitir que sacara sus fotocopias solo con la frase ” porque necesito sacar unas fotocopias” … Algunas ideas inmediatas que se me ocurren sobre esta investigación: 1. Esta investigación tiene como contexto USA y, además, está hecho dentro de una… Ver artículo