Running into 2010

He said to t hem:-now is the best! An d someone answered: -How do you know t hem? – and… what matter whether I k now it or I don't know? – much! We want certainty! – and you have them then, now you know that it is not clear wh ether I know it or I don't know.-minimum to have a ny brand, some signs… From the sky formed clouds showing its permanent movement, as the same th ought. All the rich things that could have happened, that did not happen and those that had passed was came to mind. He imagined that it now had the certainty that would make it different, it would not lock as before and that, therefore, that yes could have happened perhaps now if would. He could not stop thinking about all the surprises and headaches already lived and those who in one… Ver artículo

Correndo em 2010

Ele disse-lh es:-agora é o melhor! E alguém respondeu : – como sabe-los ? – e… o que importa se eu sei ou não sei? – muito! Queremos segur ança!- e você tê-los, então, agora você sabe que não é claro se eu sei ou n ão sei.-mínimo para ter todas as marcas, alguns sinais… Do céu formou nuvens mostrando seu movimento permanente, como o mesmo pensamento. Rico tudo que poderia ter acontecido, isso não aconteceu, e aqueles que tinham passado, veio à mente. Ele imagin ou que agora tinha a certeza de que iria torná-lo diferente, ele não iria bloquear como antes e que, portanto, isso sim pode ter acontecido talvez agora se iria. Ele não conseguia parar de pensar sobre todas as surpresas e dores de cabeça já viveram e aqueles que, de uma maneira ou de outra , puderam vir. Às vezes você viu o fogo e… Ver artículo

Corriendo hacia el 2010

Él les dijo: – ¡Ahora viene lo mejor! Y alguien respondió: – ¿Cómo los sabes? – Y… ¿Qué importa si lo sé o no lo sé? – ¡Mucho! ¡Queremos tener certezas! – Y ya las tienes entonces, ahora ya sabes que no está claro si lo sé o no lo sé. – Mínimo que tengas alguna marca, algunas señales… Desde el cielo se formaron nubes que mostraban su permanente movimiento, como el mismo pensamiento. Se le vinieron a la mente todas las cosas ricas que podrían haber pasado, las que no pasaron y aquellas que habían pasado. Se imaginó que ahora tenía la certeza de que lo haría diferente, que no se encerraría como antes y que, por lo tanto, lo que sí pudiera haber pasado quizás ahora sí pasaría. No pudo dejar de pensar en todos los sobresaltos y dolores ya vividos y en aquellos que de una u… Ver artículo

Um ano hipnótico

Uma história de Olga Carcamo no último dia do curso de hipnose: e ra uma vez no verão quando o arreboles do Crepúsculo estabeleceu-se no céu, minha mente sempre inquieto, começou a vagar em busca de coisas novas, tão nova era que muita gente uma vez, uma e outra vez em minha mente consciente para aqueles momentos, na vila onde eu moro não ia encontrar , Eu queria hipnotizar se escorregou entre os olhos e a busca começou e então foi como uma manhã de fevereiro, com calor e empreendeu uma viagem por mar para a cadeia de montanhas ou próximo a ela em busca do lugar onde a matéria que deve aprender a começar foi excursionou ao redor muitos Km, perguntar aqui perguntou por lá e nada foi ele queria e siga pelas ruas sem fim e que a limitação do calor entre conversas e conversa de repente se… Ver artículo

A hypnotic year

A story of Olga Carcamo on the last day of the course of hypno sis: once upon a time in the summer when the arreboles of the dusk settled on the sky, my mind always restless, began to wander in search of new things, so new was that crowded once, again and again in my conscious mind for those times, in the village where I live was not going to find , I wanted to mesmerize if it slipped between the eyes and the search began and so was as a morning of February with heat and undertook a sea voyage to the mountain range or close to it in search of the place where the matter that should learn to start was toured around many Km, ask here asked by there and nothing was he wanted it and follow the endless streets and heat I throttling between talks and… Ver artículo

Un año Hipnótico

Un cuento de Olga Carcamo en el último día del Diplomado de Hipnosis: Érase una vez en verano cuando los arreboles del atardecer se posaban en el cielo, mi mente siempre inquieta, comenzó a divagar en busca de cosas nuevas, tan nuevo era lo que se agolpaba una vez, otra y otra en mi mente consciente por esos tiempos, que en el pueblo donde vivo no lo iba a encontrar, quería hipnotizar si, se metió entre ceja y ceja y la búsqueda comenzó y así fue como una mañana del mes de Febrero con calor y todo emprendimos viaje del mar a la cordillera o cerca de ella en busca del lugar donde se daba la materia que debía aprender para comenzar , recorrimos muchos Km, preguntamos aquí preguntamos por allá y nada no era lo quería y seguimos por calles interminables y el calor que me sofocaba , entre… Ver artículo

Por que não?

Apenas como um exercí cio:-e se nós pensamos de que Owen H. diz-nos para baixo?: 1. A pessoa que está por vir, é correcta 2. Aconteça o que acontecer, é a única coisa que poderia ter sido pasad o3. Onde começar, é a hora certa de 4. Quando terminou, terminou mudar algo?

Why not?

Just as an exercise :-what if we think of what H. Owen tells us down?: 1. The person who is to come, is correcta 2. Whatever happens, is the only thing that could have been pasad o3. Where to begin, it is the right time 4. When it ended, it ended chan ge something?