For the "leader"

Every day, many of our intelligent leaders discuss errors. Some are small errors and or both, but of course, all of them with many systemic consequences. In these cases and, usually in politics, rhetoric is used in the service of the resignificaciones and recontextualizaciones. And then, the errors are never taken as such. S. Finkelstein, J. Whitehead and A. Campbell raised that in the decisions, whether in politics or in business, two things can cause problems: * judging a given context erroneously. Error correction does not happen, because there is a flaw in the process of making that decision. When someone with their share of power (you put you the quantizer here) make a mistake of prosecution, it is the same decision-making process that will make the error 'visible'. Other people with different points of view (also different interests) will challenge the structure of the earlier decision process, making to… Ver artículo

Para o "líder"

Todos os dias, muitos de nossos líderes inteligentes discutem erros. Alguns são pequenos erros e ou ambos, mas é claro, todos eles com muitas consequências sistémicas. Nestes casos e, geralmente na política, retórica é usada no serviço de resignificaciones e recontextualizaciones. E então, os erros nunca são tomados como tal. S. Finkelstein, J. Whitehead e r. Campbell gerado que nas decisões, seja na política ou nos negócios, duas coisas podem causar problemas: * erroneamente a julgar um determinado contexto. Correção de erro não acontece, porque existe uma falha no processo de tomada de decisão. Quando alguém com sua parcela de poder (você colocá-lo o quantizador aqui) cometer um erro de julgamento, é o mesmo processo de tomada de decisão que fará com que o erro 'visível'. Outras pessoas com diferentes pontos de vista (também diferentes interesses) vão desafiar a estrutura do processo de decisão anterior, fazendo tornar o fato ainda… Ver artículo

Para el “Líder”

Cada día, muchos de nuestros inteligentes líderes comenten errores. Algunos son pequeños errores y otros ni tanto, pero por supuesto, todos con muchas consecuencias sistémicas. En estos casos y, por lo general en la política, la retórica se emplea al servicio de las resignificaciones y recontextualizaciones. Y entonces, los errores nunca son asumidos como tal. S. Finkelstein, J. Whitehead y A. Campbell plantean que en la toma de decisiones, ya sea en política o en negocios, dos cosas pueden causar problemas: * Juzgar un determinado contexto de forma errónea. * La corrección del error no sucede, pues existe una falla en el proceso de la toma de esa decisión. Cuando alguien con su cuota de poder (usted le pone el cuantificador acá) comete un error de enjuiciamiento, es el mismo proceso de decisión que hará que el error se haga “visible”. Otras personas con distintos puntos de vista (también distintos… Ver artículo

Metalogo N ° 4: waves and life

-My love? –Yes? –Why is there the waves? -Which ones? -Those of the water–in the sea? -Yes – I believe that they are "waves" whose movements are initiated on the surface of the sea "pushed" by the wind. -I did not understand… – well, how you don't like physics cost you understand it… – Hey… do once someone you offended for free with something similar, as you've done with me, now? – YO!!!!!!!!!!!! I offended you? -If. -Do not understand. -Look, as I do not like you understand human behavior, it will cost you to understand it–-that if that is offensive! The school always told me that it was very empathetic. -Well, they lied to then… -Let's start again… I will give you a more simple explanation. -Ready. Now you treat me stupid… -But cannot talk with you!! – And where is the "King" of empathy? -Then tell me what… Ver artículo

Metalogo N ° 4: ondas e vida

-Meu amor? -Sim? -Porque há ondas? -Quais? -Os da água..–no mar? –Sim – eu acredito que eles são "ondas", cujos movimentos são iniciados na superfície do mar "empurrado" pelo vento. -Eu não entendi… – bem, como você não gosta de física, custar-lhe entende.. – Ei… uma vez que alguém te ofendeu gratuitamente com algo semelhante, como você fez comigo, agora? – YO!!!!!!!!!!!! Eu o ofendi? -Sim. -Não entendo. -Olha, como não gosto de você entender o comportamento humano, vai te custar para compreendê-lo..–que, se isso é ofensivo! A escola sempre me disse que era muito simpático. -Bem, eles mentiram para então… -Vamos começar de novo… Vou te dar uma explicação mais simples. -Pronto. Agora tratas-me estúpido… – Mas não posso falar com você!!!! – E onde está o "rei" de empatia? -Então me diga que tipo de explicação como… e darei a você!!!! -É que se você sabe disso, não… Ver artículo

Metálogo N° 4: Las olas y la vida

– ¿Mi amor? – ¿Si? – ¿Por qué existen las olas? – ¿Cuáles? – Esas del agua… – ¿En el mar? – Si – Creo que son “ondas” cuyos desplazamientos se inician en la superficie del mar “empujadas” por el viento . – No entendí… – Bueno, cómo a ti no te gusta la Física te costará entenderlo… – Oye… ¿Alguna vez alguien te ha ofendido gratuitamente con algo parecido, como lo has hecho tú conmigo, ahora? – YO!!!!!!!!!!!! ¿¿¿Te ofendí??? – Si. – No entiendo. – Mira, como a ti no te gusta entender el comportamiento humano, te costará entenderlo… – ¡ESO si que es ofensivo! En el colegio siempre me dijeron que era muy empático. – Bueno, te mintieron entonces… – Empecemos nuevamente…Te daré una explicación más simple. – Listo. Ahora me tratas de estúpida… – ¡¡Pero no se puede hablar contigo!! – Y… ¿Dónde está el “Rey”… Ver artículo

"A mente" – "o cérebro"

Como você bem sabe. Há uma diferença entre o cérebro e a mente. Aliás, o cérebro é uma infinito de complexidade biológica e que nos ajuda a todos os nosso corpo a funcionar de forma autónoma, sincronizado e concertada, etc. Entre as muitas coisas que ele faz é tornar a interface para receber as informações de cinco sentidos (VAK) para que nossa mente é informada de que o mundo que existe fora de nós e também comunicar-se com isso mesmo. A mente reside no cérebro e nos relacionamos com as funções de "consciência" (ou "inconsciência"…), memória, pensada, emoções. Eu não me lembro quem disse isso, mas era algo como: "Se o cérebro mente não permaneceria limitado somente ao nosso corpo". O que pensarão de cérebro esta frase?… Hum hum…